Etiqueta Energética: Tudo o que precisa de saber




A escolha dos eletrodomésticos para a casa pertence a um conjunto de decisões essenciais que mais dia menos dia é necessário tomar. Saiba o que é a Etiqueta Energética e para que serve.


A tentação é sempre escolher por equipamentos mais económicos, no entanto, no longo prazo, esta escolha pode sair-nos cara. Isto porque, primeiramente, o tempo médio de vida dos equipamentos mais baratos costuma ser inferior. Em segundo lugar, consomem mais energia, significando um custo maior no final de cada mês. Etiqueta Energética: Conceito A pensar nas necessidades dos consumidores criou-se a Etiqueta Energética, uma ferramenta que lista todas as características do equipamento, possibilitando a comparação com eletrodomésticos semelhantes. Deste modo, o consumidor consegue avaliar o desempenho e a eficiência energética do equipamento e decidir de forma informada e consciente. A Etiqueta Energética foi regulamentada pela União Europeia, que estabeleceu a utilização obrigatória em todos os países-membros. A Classe Energética corresponde ao consumo energético de um equipamento no desempenho das suas funções. A escala energética divide-se em 10 classes, que oscilam entre a classe A+++ e a classe G consoante os diferentes eletrodomésticos. Ler a Etiqueta Energética A Etiqueta Energética é igual em todo o Espaço Económico Europeu, tendo elementos comuns a todas as categorias de produtos etiquetados:

  • Fornecedor, marca e modelo,

  • Classe de eficiência energética,

  • Escala de eficiência energética,

  • Consumo anual de energia (kWh/ano),

  • Outras informações: estas informações variam consoante o equipamento, podendo ser apresentadas também numa escala de eficiência ou valores absolutos de acordo com o indicador.

Além da Etiqueta Energética, o consumidor também tem acesso à ficha de produto, o único elemento informativo que deve ser obrigatoriamente traduzido e apresentado na língua oficial do país no qual o eletrodoméstico é comercializado. Neste sentido, se ponderar comprar um novo eletrodoméstico, deve-se analisar o estilo de vida individual de forma a conseguir escolher o equipamento com a capacidade e funcionalidades adequadas às necessidades. De seguida, utilizar a informação apresentada na Etiqueta Energética a seu favor, uma vez que esta pode ajudá-lo a poupar dinheiro a médio e longo prazo. Um equipamento de eficiência energética superior, preferencialmente entre A e A+++ é mais caro, no entanto, consome menos energia do que um equipamento de classe D. Basta comparar a classe energética e os restantes indicadores de desempenho para tomar a decisão mais acertada tendo em conta as suas necessidades e orçamento.