IRS 2022: Próximas datas a marcar no seu calendário


Autoridade Tributária e AduaneiraDestaque Notícia HomepageGovernoImpostosIRS

Hoje é o último dia para poder reclamar caso considere que a informação disponibilizada pelo Fisco não está correta. O prazo para entrega das declarações de IRS começa logo de seguida, dia 1 de abril, e termina no dia 30 de junho.


Alerta de datas marcadas em março No passado dia 15 de março foram dispostos no Portal das Finanças os montantes das deduções à coleta das despesas comprovadas por fatura e outros documentos, sendo que a mesma está visível na página pessoal de cada contribuinte. É possível verificar, além das despesas faturadas, outros gastos dedutíveis em IRS efetuados em entidades dispensadas de passar fatura, como propinas no ensino público, taxas moderadoras, juros do crédito à habitação ou rendas de casa. Os montantes divulgados vão aparecer pré-preenchidos nas declarações de IRS. Os montantes relacionados com seguros de saúde também passarão a estar identificados. De 15 a 31 de março é possível reclamar caso considere que a informação disponibilizada pelo Fisco não está correta. Isto aplica-se apenas às faturas relacionadas com as deduções à coleta das despesas gerais familiares ou da dedução do IVA. É também neste período que, de uma lista de entidades disponibilizada no Portal das Finanças, pode escolher a quem quer consignar o IRS ou IVA. Alerta de próximas datas A Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) poderá a vir encurtar os prazos de reembolso do IRS, nos casos em que é devido, este ano, em relação ao que decorreu em 2021. Segundo fonte oficial do Ministério das Finanças, "a expectativa é retomar o prazo de reembolsos pré-pandemia , ou seja, reembolsar todos os contribuintes num prazo médio de 17 dias (no caso do IRS automático pode ser em cerca de 12 dias e nos restantes casos de 19 dias)". Em 2021, aquando da entregue de declaração relacionado com os rendimentos de 2020, ano da pandemia, o prazo de reembolso do IRS automático terá sido de 17 dias e o manual de 32, retratando uma média de 27 dias. Conforme os dados revelados pela AT, o número de agregados que entregaram declaração de IRS em 2021 alcançou quase 5,5 milhões, mais especificamente 5 479 417. No entanto, só cerca de três milhões, mais propriamente 3 043 791, obteve IRS liquidado, isto é, 55,5% dos que entregaram a declaração. O prazo para entrega da declaração de IRS começa esta sexta-feira, dia 1 de abril, e prolonga-se até dia 30 de junho. A entrega deverá ser efetuada pela internet, no entanto, poderá ser automática ou manual. Será automática se for pré-preenchida pelo fisco, e manual se for o contribuinte a incluir os dados.