Páscoa: 6 Curiosidades


CuriosidadesPáscoa

A Páscoa está associada a diversos costumes e tradições. Fique a conhecer um pouco da história.


A Páscoa consiste numa das festas religiosas mais importantes do mundo. É celebrada em diversas religiões e associa-se a diversos costumes e comemorada de várias maneiras, existem muitas histórias sobre as origens das tradições da data. Fique a conhecer um pouco da história. #1. O nome “Páscoa” Além do significado cristão e judaico, há vestígios de que a data celebrava a passagem do inverno para a primavera em povos antigos do hemisfério norte. Neste sentido, a palavra Páscoa tem como origem a palavra em hebraico “Pessach”, que significa passagem. #2. A data A data da comemoração muda todos os anos. O momento é comemorado no primeiro domingo depois da lua cheia após o início do equinócio vernal, que ocorre em 21 de março. Como a data em que a lua cheia aparece varia, a Páscoa pode acontecer entre 22 de março e 25 de abril. #3. Os ovos Os ovos surgem em muitas tradições antigas como símbolo da vida e do nascimento. Há muito tempo, em povos da antiguidade, ovos de galinha pintados à mão eram dados de presente. Civilizações não cristãs usam o costume para celebrar a chegada da primavera e a vida. O cristianismo acabou a incorporar a tradição para festejar a ressurreição de Jesus. #4. O chocolate A tradição dos ovos de chocolate veio muito tempo depois do costume dos ovos de galinha. A hipótese mais conhecida diz que no século XVIII, em padarias francesas, ovos de galinha eram esvaziados e recheados com chocolate. Na Páscoa, adultos escondiam os ovos em jardins para que as crianças os encontrassem. Foi somente a partir do fim do século XIX, que ovos passaram a ser fabricados integralmente com chocolate. #5. O coelho O coelho retrata a Páscoa por também ser um símbolo da vida, assim como o ovo. O animal lembra fertilidade, pela sua grande capacidade de procriação. Uma das teorias sobre a origem da tradição é de que os coelhos passaram a fazer parte da Páscoa a partir do início do século XVIII, na Alemanha, onde seriam responsáveis por trazer os ovos coloridos para as crianças e escondê-los no jardim. #6. O peixe na Sexta-Feira Santa A tradição cristã mais popular para o cardápio da Sexta-feira Santa é o consumo de peixes. O costume espalhou-se como uma das ações de sacrifício propostas pela Bíblia, em homenagem à Jesus Cristo, aos seus 40 dias de jejum no deserto e à sua crucificação. Por isso, os católicos evitam carne vermelha na quaresma, que são os 40 dias que antecedem a Páscoa, principalmente nas quartas e sextas-feiras, culminando na Sexta-Feira Santa.